10/01/2011

MEUS BORDADOS

EXPOSIÇÃO DE BORDADO LIVRE

JACI FERREIRA

BORDANDO MEMÓRIAS
12 à 26/02

FLORES NA VARANDA

EVENTOS CULTURAIS

RUA CAMILO, 455
VILA ROMANA – SÃO PAULO
TEL: 3675.86.45 // 3675.84.46

OFICINAS GRATUITAS
DIA 10/02 - 09h00 às 12h00
DIA 15/02 –15h0 ÀS 18h00


















09/01/2011

Apresentação de minha trajetória nos bordados

video
Acolhimento: Substantivo masculino que, no Workshop “Bordando Memórias”, ludicamente adquire características e sentidos mais afeitos ao feminino. Em um ambiente favorável, as mãos, habituadas a vários afazeres, refazem o gesto ancestral de acariciar o tecido traçando as linhas de sonhos guardados na memória. Nos olhos se refletem as cores de lembranças que integram o cenário afetivo de cada participante. Em cada ponto se compõe uma história única. O fazer conjunto, espaço privilegiado para o desenvolvimento da criatividade, permite a re-união de aspectos essenciais para a manutenção da saúde. 
Mais do que bordar, o que se aprende é a escutar a própria melodia e a traduzi-la em tons e texturas; suaves como as linhas de um jogo de amarelinha ou vibrantes como o rubro de um inesquecível pôr-do-sol. Bordando memórias: recordar é colocar novamente no coração.

ATELIÊ

Espaço voltado às artes. Projetos em Patchwork, bordados, decoração e paisagismo. Confecção de peças exclusivas para presentear em ocasiões especiais.
email:jaci@retalhosetcetal.com

CAMPANHA ADOÇÃO RESPONSÁVEL

MEU RECANTO

MEU RECANTO
Recorte de meu jardim, em Ibiuna, meu sonho concretizado.

TATIANA QUERIDA

TATIANA QUERIDA
Adoro este olhar meigo...

ÁRVORES DA VIDA

ÁRVORES DA VIDA
Quando bordo troncos, sempre penso na sua semelhança com as marcas que o tempo imprime no rosto e no corpo das pessoas. Sobreposições das alegrias e tristezas que a vida nos proporciona, traços da história de cada um.

TATI PAIVA

TATI PAIVA
VALE A PENA CONHECER O TRABALHO DESTA ARTISTA!
O SONHO DE UMA VOVÓ

Não estamos sempre recorrendo àqueles que podem permitir ou propiciar o sonho que não pudemos sonhar?

Leopoldo Nosek


Ontem, na oficina realizada na Idéias a Fio, foi possível mais uma vez reafirmar minha crença na potencialidade criativa que um verdadeiro encontro contém. Neste espaço acolhedor, tenho realizado várias oficinas de bordado e, entre pontos, conversas e saborosos quitutes, foi construído um laço de genuíno afeto.

Nos intervalos de silêncio, cada participante, amparada pela presença das demais, emergia em seu imaginário tecendo o desenho dos sonhos a bordar. Qual uma gestação, espaço de tempo durante o qual se concebe o novo ser que habitará este nosso mundo, tão cheio de contradições e belezas, nos debruçamos sobre nosso interior traçando linhas, imaginando cores, compondo paisagens e nos preparando para dar à luz a nossa história no tecido.

E assim fez nossa cara Maria Helena. Com delicadeza e amor bordou seu peixe mergulhado num aquário transbordante de carinho para a netinha que, em algum lugar ainda desconhecido, inicia seu percurso em direção a essas pessoas especiais, que pacientemente constroem ponto a ponto o seu lar, o refúgio onde, afinal, estará abrigada.

E assim, nesse espaço sagrado que o bordar possibilita, onde o sonhar migra para a realidade, fomos testemunhas da mágica transmutação.

A frase em epígrafe foi extraída de um texto de Nosek relativo ao projeto desenvolvido na ACTC – Associação de Assistência à Criança Cardíaca e à Transplantada do Coração.























































































CIRANDA

CIRANDA
Uma mulher é como uma árvore gigantesca que, por sua capacidade de se mover ao invéz de permanecer estática, pode sobreviver às piores tempestades e perigos; e ainda estar de pé depois; ainda descobrir seu jeito de voltar a balançar, ainda continuar a dança (Clarissa Pinkola Estés).